Dois Bebês Hospitalizados no Brasil Após Receberem a Vacina Pfizer COVID-19

Comentários por Brian Shilhavy
Editor, Health Impact News

Temos outra história trágica em que crianças, neste caso bebês, receberam vacinas erradas. Essas histórias estão acontecendo com cada vez mais freqüência nos dias de hoje.

Mas a verdadeira tragédia aqui é que os pais dessas crianças acreditavam que seus filhos precisavam de qualquer vacina, especialmente injetada em bebês.

Os bebês nascem com a imunidade natural concedida por Deus, que será fortalecida ao beber o leite materno da mãe durante os primeiros meses de vida.

Mas quando você enfia uma agulha nessas vidas preciosas e as injeta com veneno, está criando clientes para a vida toda para as grandes empresas farmacêuticas, que desejam clientes fiéis que dependem de suas vacinas e outras drogas tóxicas.

por The COVID World

Uma enfermeira em São Paulo vacinou por engano uma menina de dois meses e um menino de quatro meses com a vacina Pfizer COVID-19 em vez da vacina combinada contra difteria, coqueluche e hepatite. Depois disso, os bebês apresentaram febre, vômitos e dores e ambos foram hospitalizados.

A enfermeira que  realizou  a vacinação foi demitida e uma investigação está em andamento.

O erro chocante foi relatado pela primeira vez pela mídia e oficialmente confirmado no domingo pelas autoridades locais no município de Sorocaba, no estado de São Paulo.

Pouco depois de voltar para casa, os bebês desenvolveram febre alta, vomitaram e se recusaram a beber leite. O medicamento que foi administrado a eles não melhorou sua condição.

As duas mães, Ana Cláudia Viello e Kethilyn Monteiro Da Silva, foram então contatadas pelo secretário de saúde de Sorocaba, Vinicius Rodrigues, que as informou que havia cometido um erro e as crianças injetadas com a vacina Pfizer COVID-19.

Ana Cláudia Viello disse:

“Sei que todos cometem erros, mas um erro como esse é inaceitável. Não quero punir a enfermeira, mas quero que este incidente sirva como um aviso para outros médicos e outras mães: diga-lhes para verificarem o que estão dando aos seus filhos ”.

Os bebês são colocados no hospital Gpaci local e não poderão voltar para casa por algum tempo. As autoridades locais contataram a Pfizer e foram informadas de que as crianças deveriam ser monitoradas pelos próximos 10 a 15 dias.

A menina e o menino agora são testados a cada 48 horas, com coleta de sangue deles e exames de ultrassom e ECG.

Leia o artigo completo no The COVID World .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.